POESIA SOBRE AS ÁGUAS

Em Brasília já é tempo de seca, mas quando se fala em poesia a previsão é de chuva na horta. Neste fim de semana (21 e 22), o grupo OiPoema levou poetas e grande público a navegar nas águas do Lago Paranoá. Desta vez, com três convidados especiais: Ricardo Silvestrin, Ronald Augusto e Alexandre Brito, do grupo AmeOpoema, de Porto Alegre. A bordo da Barca Brasília, a poesia deitou e rolou durante mais de três horas. Na foto acima, Luís Turiba, Bic Prado, Nicolas Behr, Cris Sobral e Paulo Djorge, que compõem o OiPoema, fazem as primeiras intervenções, ainda à luz do pôr-do-sol. Abaixo, Alexandre Brito, Ronald Augusto, Ricardo Portugal e Ricardo Silvestrin posam para o painel histórico da Barca.

Além de interpretar seus poemas, os gaúchos também mostraram um criativo trabalho musical, cantando algumas canções do cd Música Legal com Letra Bacana. O tipo de música que eles fazem é isso mesmo. Quem não foi, perdeu. Na imagem abaixo, o registro do grupo no palco.

Durante o passeio, outros poetas convidados deram seu recado, inclusive este que lhes fala (foto abaixo).

A presença dos poetas do AmeOpoema em Brasília, participando da Barca Poética e promovendo um lançamento coletivo no Café da Rua 8 (CLN 408, bloco B) na sexta, 20, contribuiu para agitar a cena literária brasiliense neste fim de semana. Espera-se que tenham levado boas lembranças.

Quem estiver em Brasília pode programar um passeio na Barca com o comandante Edmilson (61 8419-7192). Quem estiver navegando na internet, pode visitar os sítios do AmeOPoema, do Ricardo Silvestrin, do Ronald Augusto e da Editora Éblis.
Postar um comentário