Um presente do Marcelo Sahea


Vejam o simpático presente que recebi do poeta Marcelo Sahea, no dia do lançamento do Arqueolhar em Brasília: um poema, rabiscado num guardanapo, inspirado pelas primeiras leituras do livro, ainda na mesa do Martinica Café. Marcelo também me presenteou com um exemplar do Carne Viva, seu belo livro de poemas. Um abraço, Marcelo!

Um comentário:

marcelo sahea disse...

Alexandre,
este poema é uma homenagem a você, claro, e ao mesmo tempo uma reverência ao catalão Brossa. Um abração!