A premonição


É simplesmente chocante o poema Réquiem para o poeta, de Fernando Mendes Vianna, publicado pelo Caderno Pensar do Correio Braziliense de hoje, 16 de setembro. Escrito a 13 de agosto, menos de um mês antes da morte do poeta, é a prova maior de que Fernando tinha uma premonição - a de que seu tempo estava prestes a esgotar-se.
O Correio Braziliense fez uma bela homenagem ao escritor, ao publicar, além do Réquiem, outros quatro textos: uma análise de sua obra, por Fernando Marques; um poema de Ronaldo Costa Fernandes; outro do próprio Mendes Vianna, As trevas, recolhido de seu livro Proclamação do barro, além de uma reflexão deste escriba.
Vi o Fernando pela última vez no dia 8 de julho, quando ele esteve em minha casa para comemorar meu aniversário (a foto ao lado foi feita pela Cristina Bastos). Estava iluminado, como sempre.
Postar um comentário