Adeus, amigo

Fernando Mendes Vianna deixou-nos neste domingo, 10 de setembro. Um infarto fulminante o levou, enquanto escrevia, sentado numa poltrona, no escritório de sua casa. Todas as homenagens serão inúteis, embora plenamente merecidas.
Postar um comentário