COMEÇA A FLIPASSOS


A I Feira Literária de Passos, Flipassos, será aberta nesta terça-feira, 8 de maio, com palestra da escritora Maria Antonieta Cunha, secretária-executiva do Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL) do Ministério da Cultura. Passos localiza-se no sudoeste de Minas Gerais, tem cerca de 100 mil habitantes e a I Flipassos é um acontecimento histórico, no entender deste escriba. Afinal, a cidade é celeiro de escritores, tem uma História que daria um romance – ou vários, alguns dos quais já foram escritos – e precisava há muitos anos promover esse encontro, que será, acima de tudo, uma troca de experiências entre escritores e potenciais leitores.

A programação da feira é ampla e contará com debates, seminários, lançamentos de livros, oficinas, apresentações musicais e de peças teatrais, a partir desta quarta-feira, 9, até o dia 14, segunda-feira, quando uma série de festividades encerra a feira e comemora o aniversario da cidade.

Não é possível citar a programação inteira neste espaço. Mas vou citar os escritores que passarão por lá. Banca Maria de Paula (dia 9), Marco Túlio Costa (9), Jairo de Paula (9), Ronaldo Simões Coelho, Décio Martins Cançado (10), Alexandre Brandão, Marise Pacheco, Leo Cunha,  Maurílio Andréas Silveira, Nelson Cruz, Jaime Prado Gouveia, Neusa Sorrenti, Hilda Mendonça, Sérgio Fantini (dia 11), Luís Giffoni, Deucélia Maciel, Sebastião Wenceslau Borges, Alexandre Marino, Benedito José, Adriano Alcântara, Antonio Barreto, Ricardo Bastos Machado, Marcelo Xavier (dia 12).

A feira privilegia atividades que atraiam os estudantes do ensino médio, como encontros com escritores, oficinas, narração de histórias. Uma proposta extremamente importante para a cidade, que tem boas bibliotecas mas é pobre em livrarias e tem baixo índice de leitura – nada diferente de outras cidades médias de um país chamado Brasil.
Postar um comentário