OS 49 ANOS DE BRASÍLIA [3]

Você, que vive em Belo Horizonte, São Paulo, Ribeirão Preto, Uberlândia, etc, etc, sairia de sua cidade no feriado para vir a Brasília ver um show da Xuxa ao ar livre?

Os grandes pensadores
do governo do DF acreditam que sim. Acham que pagar R$ 500 mil para a decadente "artista" fingir que canta seu playbacks no alto de um palco na Esplanada vai encher Brasília de turistas.


A multidão que deverá comparecer aos gramados (e enchê-los de lixo, mijo e merda) não é formada por turistas. É formada por moradores das várias cidades que compõem o Distrito Federal e seu entorno. São pessoas que buscam lazer barato. São pessoas que não têm opção de lazer, entretenimento e cultura, a não ser a tediosa televisão.

O governo do DF
não tem política cultural. Não investe em bibliotecas, centros culturais. Não incentiva o aparecimento de artistas entre a juventude da periferia. Não mantém uma política de formação de música, de artes plásticas, teatro. Não investe em política de incentivo à leitura. Não compreende que a arte é o melhor remédio para combater a ociosidade, a droga e o crime.


É por isso que a Esplanada
ficará lotada para ver Xuxa e os bregas que comemorarão os 49 anos de Brasília.


Apoiar a cultura não é
necessariamente lotar o palco com artistas que moram na cidade, embora muitos deles mereçam uma chance de se apresentar a seu público.


Apoiar a cultura é
estimular as atividades culturais entre a população, para que todas as pessoas entendam que a vida é muito mais que lutar o dia inteiro pela sobrevivência e à noite amortecer diante das novelas da Globo (ou mediocridades que tais).
Postar um comentário