Uma esperança para a Biblioteca

A Biblioteca Nacional de Brasília recebe inestimável presente da família da poeta Marly de Oliveira, recentemente falecida. Cerca de 5 mil livros do acervo pessoal da escritora serão doados à instituição. Marly era considerada um dos grandes nomes da poesia de língua portuguesa da atualidade, e deixou uma obra que merece ser mais conhecida. Era viúva de outra sumidade da poesia brasileira, João Cabral de Melo Neto, o que dá uma idéia da importância do acervo doado à Biblioteca.

Erguida na Esplanada dos Ministérios durante o governo Joaquim Roriz sem qualquer planejamento quanto à origem, aquisição e administração de seu acervo, a Biblioteca Nacional começa a dar sinal de vida. Um dos grandes responsáveis por isso é o professor e poeta Antonio Miranda, que ainda nem foi oficialmente nomeado diretor da instituição, mas já está na luta para viabilizar o elefante branco. Graças a ele, a Universidade de Brasília (UnB) fez uma significativa doação à Biblioteca, em processo de catalogação.

A doação dos livros foi anunciada pelo embaixador Lauro Moreira, ex-marido de Marly, que na última sexta-feira, 20, fez uma palestra sobre ela e uma apaixonada leitura de seus poemas no auditório da própria Biblioteca. Moreira é embaixador do Brasil junto à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), em Lisboa. E especialista em leitura de poesia.
Postar um comentário