[livro] ALGUMA COISA A RESPEITO DE 'HIATOS'

Meu sétimo livro de poemas, Hiatos, dá continuidade ao exercício que venho praticando desde que entendi as infinitas possibilidades da poesia, na minha interação com o mundo e comigo mesmo. Eu costumo dizer que a poesia reforça, fortalece e aprofunda minha experiência de viver. A linguagem poética abre espaço para que as palavras adquiram uma aura de novos significados, muito além daqueles registrados nos verbetes dos dicionários, gerando sentidos e emoções muito particulares para cada leitor, assim como para o próprio autor. Penetrar no mistério e na magia da poesia, eis o meu grande barato.

Hiatos começou a surgir no momento de uma experiência pessoal intensa, daquelas que nos fazem dirigir o olhar para trás e para frente  rompendo os limites de um dia a dia em que tudo aparentemente se repete  e para nossos interiores  como é descrito metaforicamente no primeiro poema do livro. Experiências intensas são hiatos em nosso cotidiano: o mundo para para que elas aconteçam, e depois retoma seu ritmo.

Assim, a vida, que nada mais é do que um hiato entre o nada e o nada, também é feita de hiatos. O curso da História tem momentos de suspense e de vazios. O que há entre a luz e a escuridão, entre um silêncio e outro, senão hiatos? 

Hiatos é lançamento da Editora Patuá, de São Paulo. E o selo da Patuá tem um sentido da maior importância. É uma das muitas editoras de pequeno porte do país, mas tem se destacado pela ousadia, pelos autores e livros que publica e pelos prêmios que tem recebido, alguns deles de propriedade quase exclusiva das grandes editoras. A poesia não é uma mercadoria. Produzir poesia para um suposto mercado cultural é um equívoco. A Patuá não tem essa pretensão, está investindo em literatura sincera. Por isso não concorre com as grandes – corre por fora. Em seis anos de trabalho, Eduardo Lacerda e sua pequena equipe já publicaram mais de 500 livros, alguns deles vencedores ou finalistas de prêmios como Portugal Telecom, Jabuti ou Oceanos. Só tenho que agradecer à Patuá por fazer parte de seu catálogo. 
Postar um comentário